Em tempos de prevenção ao coronavírus, Saúde mantém ações de combate à dengue

Saúde
foto-10

O Departamento de Saúde atua na prevenção ao coronavírus (COVID-19). O município registrou um caso suspeito da doença e aguarda o exame do Instituto Adolfo Lutz para confirmação ou descarte do caso de uma criança de 5 anos. Em paralelo, a pandemia do coronavírus, o município atua para evitar novos casos de dengue causado pelo mosquito Aedes aegypti que também transmite zika e chikungunya.

Durante os três primeiros meses do ano, o Departamento de Saúde intensificou ações de coleta de material inservíveis, visitas de agentes de endemia e comunitárias de saúde nas casas, além das orientações diárias em setores públicos e residências. Nos últimos três anos também ocorreram campanhas e distribuição de panfletos em escolas.

O Departamento de Saúde informou que este ano, até o momento, são 291 casos notificados, sendo 265 positivos e 26 negativos. Não há moradores aguardando resultados e coleta de sorologia. Os dados foram atualizados nesta terça-feira (17). No passado foram notificados 982 casos de dengue, com 724 positivos e 258 negativos. Em 2019, não houve registros de zika e chikungunya.

A enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Mirlene Cristina de Freitas Garcia, explica que o principal objetivo da participação de todos está na conscientização e mobilização. “As medidas a serem executadas são simples, basta eliminar os potenciais criadouros do mosquito. É fundamental que cada morador faça sua parte. Se cada um cuidar do seu espaço, se não deixar água parada, não haverá dengue”, enfatizou a enfermeira.

ORIENTAÇÕES (DENGUE)

  • Tampar bem a caixa de água;
  • Não deixar lixo jogado;
  • Limpar as calhas de água;
  • Limpar as piscinas;
  • Colocar areia nos pratos de plantas;
  • Trocar a água das bromélias com um jato de água forte ao menos duas vezes por semana.
  • Lavar diariamente as vasilhas dos animais.

PREVENÇÃO (CORONAVÍRUS)

PROTEÇÃO

Lave as mãos frequentemente com água e sabão e use antisséptico de mãos à base de álcool em gel 70% principalmente após tossir ou espirrar; depois de cuidar de pessoas doentes; antes e depois de comer e após ir ao banheiro.

 AO TOSSIR OU ESPIRRAR

  • Cubra a boca e o nariz. Use os braços ou lenço descartável. Evite usar as mãos. E, se usar, lembre-se de lavar bem com água e sabão;
  • Se usar um lenço, jogue-o fora imediatamente e lave as mãos;
  • Use, preferencialmente, lenços descartáveis.

 PREVINA-SE

  • Evite ficar em contato próximo a pessoas com febre e tosse;
  • Procure um serviço médico se apresentar sintomas como febre, tosse e dificuldade de respirar.

Texto e foto: Assessoria de Imprensa

Publicação: 20-03-2020

 

 

Mobile Sliding Menu